terça-feira, 30 de novembro de 2010

e o final feliz é a gente que faz...



E até hoje, eu acredito que, na maior parte do tempo, o amor é uma questão de escolhas. É uma questão de tirar os venenos e as adagas da frente e criar o seu próprio final feliz...

[Grey's Anatomy]

Viva intensamente...



Eu vou viver com intensidade cada segundo. Vou amar muito, e pretendo ser amada também. Ser feliz sempre, sorriso de orelha á orelha. Não importa as circunstâncias eu vou curtir. Correr riscos, enfrentar meus medos. Confiar no meu equilíbrio, e se acaso eu cair, ralar os joelhos e os cotovelos, eu levanto, bato o pó, meto um band-daid e prossigo. Por que a vida é assim, um sobe e desce e não é por isso que vou ficar parada, apenas olhando ela passar.

.
[Pietra Mariah] 

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Hoje eu diria qualquer coisa...


 (...)hoje, havia chuva e um pouco de frio: essa chuva e esse frio parece que empurram a gente mais para dentro da gente mesmo, então as pessoas ficam mais lentas, mais verdadeiras, mais bonitas. Hoje eu estava assim: mais lento, mais verdadeiro, mais bonito até. Hoje eu diria qualquer coisa se você telefonasse.

[CaiO']

Eu preciso muito muito de você...



"Eu preciso muito muito de você eu quero muito muito você aqui de vez em quando nem que seja muito de vez em quando você nem precisa trazer maçãs nem perguntar se estou melhor você não precisa trazer nada só você mesmo você nem precisa dizer alguma coisa no telefone basta ligar e eu fico ouvindo o seu silêncio juro como não peço mais que o seu silêncio do outro lado da linha ou do outro lado da porta ou do outro lado do muro.Mas eu preciso muito muito de você."


[Caio, sempre lindo.]

Sobre julgamento...



Julgam-nos por termos estilos de vida diferente. Por ouvir um tipo de som, por encarar as surpresas da vida de certa forma. Por nos apaixonarmos por pessoas diferentes, ou melhor, por sermos diferentes. Por aceitarmos tudo. Por sempre querer a paz. Julgam-nos por querer o bem, por amar demais, por sentir saudades, por chorar, sofrer, gritar. Por sair e não voltar nunca mais. Insistem em querer moldar um ser completo, e perfeito. Mas eu digo que é um trabalho duro. Personalidade, cada um tem a sua. O seu papel é saber lidar com ela. Às vezes da vontade de largar tudo, fugir, e na verdade, ser feliz. É às vezes da vontade de fugir para ser feliz, e não voltar nunca mais, pena que não da pra fazer isso. E é por essas e outras, que encaramos a vida de uma forma diferente. Algo ta injusto, algo ta faltando. Então enquanto nada tiver completo, bá meu “Deixa eu viver minha loucura!"


Da Linda Mayara Heler, novamente =D 

Me deixe invadir...



Aproveita que não sou mais minha e tatua uns versos na boca. Cola a tua na minha. Eterniza em mim a melhor parte dessa vida. Vai sendo mais eu que você. Abre a porta, afasta os móveis. Me deixe invadir.


[Priscila Rôde]

domingo, 28 de novembro de 2010

E é verão...



Se o verão chegou, eu quero mais é curtir, ver o sol brilhar e o sorriso se abrir...




*e beleza, calor, pouca roupa, fervo, e pra não perder o costume um sapecão, haha é eu ja consegui um! kkk :*

sábado, 27 de novembro de 2010

Viva sem medo, ame muito...



Vamos parar de programar a vida. Vamos tentar viver ao máximo, e deixar as tristezas pra amanhã. Vamos fazer o que tiver vontade, vamos amar sem medir tamanhos, vamos comer muito, vamos rir muito. Vamos levar a vida da melhor maneira possível. Vamos dizer “eu sou feliz”, mas não com lágrimas nos olhos.  Gritar quando der vontade. Tente superar seus medos. E suas angustias. Enfrente os fantasmas que te rodeiam, pule barreiras, saia do armário se for preciso. Dance, mas dance enquanto teu corpo suporta. Ame, por favor, eu imploro, espalhe amor. Contagie pessoas, mostre o melhor de si.

Textinho da Mayara, novamente :D




*Concordo viu Maya, vamos viver intensamente, aproveitar ao máximo cada segundo..

sexta-feira, 26 de novembro de 2010


Na vida, apenas uma coisa é certa, além da morte e dos impostos. Não importa o quanto você tente, não importa se são boas suas intenções, você cometerá erros. Você irá machucar pessoas. E se machucar.

[Meredith Grey, da série Grey's Anatomy que eu adoro.]


*é isso mesmo, todo ser humano erra, caso não erre, desculpe mas você vem de outro lugar... hehe 

Busco no céu toda a força.


 Ultimamente as noites já não são como eram. Parecem me torturar, acabar com o meu sossego. Angustia, medo e solidão me dominam quando ela chega. Sim, passam a fazer parte de mim. É difícil me manter ilesa, isso abala toda a minha estrutura. Chorar, ta fazendo parte das minhas noites também, mas, eu não sei dizer o por que disso. Parece algo sem motivo, sabe aquela TPM danada?! É algo parecido, porém, pior. Uma coisa pior do que mulher com TPM?! É a coisa ta feia mesmo. Eu deveria estar com o sorriso de orelha á orelha - bom, tem horas que fico mesmo, tô tendo mudança repentina de humor - e não por aí, chorando. A única coisa que me ajuda a enfrentar o resto da noite, é aquela olhada pra fora da janela do meu quarto, (aonde até alguns dias, só se via o balanço das folhas do ipê roxinho que foi posto á baixo) aonde eu vejo as estrelas, a lua, o lindo céu. É o que tem me dado forças ultimamente. Mas e hoje? Olhei pra fora na esperança de ver a minha linda estrela, ela que me consola tanto, sem dizer nada. Mas ela não estava lá. E como eu fico? O céu ta sem estrelas, está escurinho, igualzinho como andam as coisas dentro de mim...


[Pietra Mariah.]

Deus tem o melhor pra mim...



Durante muito tempo eu fiquei preocupado com o que os outros achavam ao meu respeito. Mas hoje, o que os outros acham de mim muito pouco me importa [a não ser que sejam pessoas que me amam], porque a minha salvação não depende do que os outros acham de mim, mas do que Deus sabe ao meu respeito.


[Pe. Fabio de Melo.]


Um trem-de-ferro é uma coisa mecânica,
mas atravessa a noite, a madrugada, o dia,
atravessou minha vida,
virou só sentimento.

[Adélia Prado]

quarta-feira, 24 de novembro de 2010



'...e se alguém vier me falar mal da vida nestes dias que correm, eu juro que lhe parto a cara!'


[Caio Fernando!]

um momento, é o momento do amor.




 Reflito todos os dias, sobre como o companheirismo juntamente com o amor, são importantes; o companheirismo, que torna as monotonias em singelas e doces alegrias. E notar isso não é difícil, por exemplo, aquele domingo chuvoso, que sozinho e sem carinho seria horrível, chato, entediado; se tiver amor e alguém, torna-se o melhor programa que pudesse aparecer para aquele momento, pois é só pegar uma coberta, achar um filme e comer aquele brigadeiro de panela, juntinhos, um lambuzando o outro. E eu não abro mão de programas assim, não mesmo. Quero ter sempre um domingo chuvoso e um companheiro cheio de amor, pra sentir sempre, como é bom viver e compartilhar as alegrias! 


[por mim, Pietra Mariah]



*São de dias assim que eu preciso, de dias assim contigo, dias assim pra sempre! =D

É de FELICIDADE que eu tô falando!


Quando eu era criança, eu era feliz, ou melhor, eu sou feliz, eu quero sede de liberdade, quero mais dias felizes e mais amor no coração. Eu quero um amigo que me traga felicidade. Eu quero um amor pra me fazer sonhar, um cachorro pra saber o que é amor verdadeiro, e uma pizza pra saber o que é gostoso. Eu quero tudo do bom e do melhor, quero tudo o que eu posso alcançar, e o que cabe nos meus braços, quero conhecer novos lugares, quero ler bons livros, e quero falar mais línguas. Eu quero tudo o que me der nas ventas. Eu quero um Deus que guie meus passos, e um anjo da guarda que ouça minhas orações. Eu quero tudo o que me faça feliz, e que contagie meus dias, quero cantar no chuveiro, e tomar banho de chuva, quero andar de bicicleta, e quero montar castelinhos de areia. E o que eu não quero é perder a serenidade, a pureza de uma criança. 


Por: minha linda e querida amiga, Mayara Heler Zimermann.

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Os porques que a vida traz



Ta tudo assim tão diferente, por que? Por que tem que ser tudo assim... tão distante e tão confuso. Pessoas entram e saem de nossas vidas a cada instante, momentos felizes e tristes, sempre tem alguém que se faz presente, mas por que não podemos escolher a pessoa certa? Uma barreira atrás da outra. Sofrimento, angustia, saudades, alegria, choro, rancor, poderia escrever inúmeras coisas que se fazem presente em mim, mas eu prefiro evitar palavras. Temos sede de um dia melhor, e de um lugar bonito, nos apaixonamos a todos os instantes. Mas por que? Essa pergunta que sempre martela nossa cabeça. Por que não ter o livre arbítrio para poder escolher, e viver da maneira que queremos. E talvez se deixassem o que faríamos? Talvez se pudéssemos fazer nossas escolhas, em relação a tudo, não seriamos felizes... Tudo tem um por que, e coisas de mão beijada não nos satisfazem, quando é fácil, sempre queremos mais. Quando sofremos por algo, lutamos por aquilo ate o fim. Talvez seja essa a graça de viver, sempre querer algo a mais, ou que não temos, e precisamos sofrer para ter em mãos. A felicidade é o cartão de visita da pessoa, é isso que contagia, e que tem graça. Pois a vida é feita de momentos, e cada um deve saber aproveitá-los ao máximo e não se arrepender de nada. E sempre esperar por dias melhores, dias felizes, por que nos final tudo se ajeita e da certo. Sempre fé em Deus. E superar as coisas.

Por: Mayara Heler Zimermann


*Um beijo pra essa minha amiga linda que está enviando textinhos lindos pro blog :**

sábado, 20 de novembro de 2010



Quero viver muitos minutos num só minuto..
[Clarice né ;)]


*ps. fds com o namo, ja que o meu vai ser bom, desejo a todos um bom final de semana também! =D
beijo :***


"Há encontros que mudam nossa vida. Há pessoas que chegam no momento preciso, como se surgissem de um encantamento."




- happiness. ;D

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Legal mesmo é mulher de verdade...

"
Tenho horror a mulher perfeitinha. Sabe aquele tipo que faz escova toda manhã, tá sempre na moda e é tão sorridente que parece garota-propaganda de processo de clareamento dentário? E, só pra piorar, tem a bunda dura! 
Pois então, mulheres assim são um porre.. Pior: são brochantes. Sou louco?
Então tá, mas posso provar a minha tese. Quer ver?
a) Escova toda manhã: A fulana acorda as seis da matina pra deixar o cabelo parecido com o da Patrícia de Sabrit. Perde momentos imprescindíveis de rolamento na cama, encoxamento do namorado, pegação, pra encaixar-se no padrão 'Alisabel', que é legal... Burra.
b) Na moda: Estilo pessoal, pra ela, é o que aparece nos anúncios da Elle do mês. Você vê-la de shortinho, camiseta surrada e cabelo preso? JAMAIS! O que indica uma coisa: ela não vai querer ficar desarrumada nem enquanto estiver transando.
c) Sorriso incessante: Ela mora na vila dos Smurfs? Tá fazendo treinamento pra Hebe? Sou antipático com orgulho, só sorrio para quem provoca meu sorriso... Não gostou? Problema seu. Isso se chama autenticidade, meu caro. Coisa que, pra perfeitinha, não existe. Aliás, ela nem sabe o que a palavra significa... Coitada.
d) Bunda dura: As muito gostosas são muito chatas. Pra manter aquele corpão, comem alface e tomam isotônico, portanto não vão acompanhá-lo nos pasteizinhos nem na porção de bolinho de arroz do sabadão. Bebida dá barriga e ela tem H-O-R-R-O-R a qualquer carninha saindo da calça de cintura tão baixa que o cós acaba onde começa a pornografia: nada de tomar um bom vinho com você. Cerveja? Esquece!
Portanto:
É melhor você ter uma mulher engraçada do que linda, que sempre te acompanha nas festas, adora uma cerveja, gosta de futebol, prefere andar de chinelo e vestidinho, ou então calça jeans desbotada e camiseta básica , faz academia quando dá, come carne, é simpática, não liga pra grana, só quer uma vida tranqüila e saudável, é desencanada e adora dar risada; Do que ter uma mulher perfeitinha, que não curte nada, se veste feito um manequim de vitrine, nunca toma porre e só sabe contar até quinze, que é até onde chega a seqüência de bíceps e tríceps. Legal mesmo é mulher de verdade. E daí se ela tem celulite? O senso de humor compensa. Pode ter uns quilinhos a mais, mas é uma ótima companheira. Pode até ser meio mal educada quando você larga a cueca no meio da sala, mas e daí? Porque celulite, gordurinhas e desorganização têm solução. Mas ainda não criaram um remédio pra FUTILIDADE!!"

[Arnaldo Jabor]

que seja assim, todos os dias.

Ele me aperta como sempre, até que algum ossinho da minha coluna estale, e me diz, como sempre também: 
"Que é que você tem que eu sempre largo tudo e venho te ver?"

[e é da lindíssima Tati Bernardi, novamente.]

hoje eu me gosto muito mais...


'Hoje, depois de muito tempo, eu acordei e não me olhei no espelho. Eu não precisei confirmar se eu era bonita. Eu acordei tendo certeza.'


Tati Bernardi

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Gostinho bom esse...




E se não quisermos, não pudermos, não soubermos, com palavras, nos dizer um pouco um para o outro, senta ao meu lado assim mesmo. Deixa os nossos olhos se encontrarem vez ou outra até nascer aquele sorriso bom que acontece quando a vida da gente se sente olhada com amor. Senta apenas ao meu lado e deixa o meu silêncio conversar com o seu. Às vezes, a gente nem precisa mesmo de palavras.

[Ana Jácomo]

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

terça-feira, 16 de novembro de 2010

e das minhas escolhas...



Fiz muitas escolhas. A maioria, hoje percebo, foram corretas. Existe um momento, que é mágico, em que você precisa decidir se corre ou se fica. Normalmente, escolho ficar. Hoje eu vejo claramente. Em todas as vezes, assumo sem pudor, a minha vontade era de correr. Mas eu fiquei. Até onde eu conseguia, fiquei. Quando não dava mais eu pulava fora. E falo isso de todas as situações que vivi. Por isso, sou muito corajosa. Teve gente que já duvidou dessa minha força, mas eu enfrento o que vem pela frente, sim. Se uma coisa é importante para mim eu vou até o fim, mesmo que o mundo me diga para não continuar.

[Clarissa Corrêa]


*que seja doce! =D

sábado, 13 de novembro de 2010

Sobre amigos...


"Para mim, atualmente, companheirismo e lealdade são meio sinônimos de felicidade. Meus amigos são muito fortes e muito profundos, são amigos de fé, para quem eu posso telefonar às cinco da manhã e dizer: olha, estou querendo me matar, o que eu faço? Eles me dão liberdade para isso, não tenho relações rápidas, quer dizer, tenho porque todo mundo tem, mas procuro sempre aprofundar. E isso é felicidade, você poder contar com os outros, se sentir cuidado, protegido. Dei esse exemplo meio barra pesada de me matar....esquece, posso ligar para ver o nascer do sol no Ibirapuera às cinco da manhã..."


[Caio Fernando, como sempre.]

Se fossemos música...



(...)eu lembro daquele dia que você não queria tocar violão pra mim. Até que dedilhou reclamando que não era o seu violão. Daí tentou uma música conhecida. Tentou uma menos conhecida. Daí tocou uma sua, com a voz baixinha e olhando pro nada. E então me encarou e cantou com a voz alta. E então largou o violão, me encarou e cantou bem alto a sua dor, de pé, na minha frente, e eu achei que meu peito ia explodir. E ri achando que você ia sair correndo e dar um show na padoca da frente. E naquele momento eu pensei que poderíamos ser infinitos se fossemos música. E isso explica tudo, mas ninguém entende.




[Tati Bernardi]

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

te espero ou te esqueço...


Se tiver que se decidir, então que se decida logo, porque aí eu te espero ou te esqueço. Esperar dói e esquecer também. Mas não saber que decisão tomar é o pior dos sofrimentos.

[Paulo Coelho, trecho do livro: Nas margens do rio Piedra eu sentei e chorei.]


*no momento esse trecho do livro, ta minha cara, tive que postar...

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Um riso incontido...

video
  
Quando eu te encontrar
  Biquini Cavadão

Eu já sei o que meus olhos vão querer
Quando eu te encontrar
Impedidos de te ver
Vão querer chorar
Um riso incontido
Perdido em algum lugar
Felicidade que transborda
Parece não querer parar
Não quer parar
Não vai parar

Eu já sei o que meus lábios vão querer
Quando eu te encontrar
Molhados de prazer
Vão querer beijar
E o que na vida não se cansa
De se apresentar
Por ser lugar comum
Deixamos de extravazar, de demonstrar

Nunca me disseram o que devo fazer
Quando a saudade acorda
A beleza que faz sofrer
Nunca me disseram como devo proceder
Chorar, beijar, te abraçar, é isso que quero fazer
É isso que quero dizer

Eu já sei o que meus braços vão querer
Quando eu te encontrar
Na forma de um "C"
Vão te abraçar
Um abraço apertado
Pra você não escapar
Se você foge me faz crer
Que o mundo pode acabar, vai acabar

Por isso, siga...

Você nunca é velho demais para definir um outro objetivo, 
ou para sonhar um novo sonho...
C.S Lewis

Inesperado. Bem recebido.


  É tão doce que tem gosto de banho de chuva, de pôr-do-sol daqueles bem laranjas, de carinho á luz do luar, de felicidade, de amor... É tão lindo e gostoso de sentir, é diferente -  parecia único - algo novo.
  Algo que sabia deixar saudade, vontade de querer bem. Sabe quando tudo parece um sonho? Mas não era sonho, não foi sonho, nunca foi pedido ao passar uma estrela cadente, não foi esperado (não dessa maneira). Não chegou aos poucos. Veio depressa, derrubando as paredes que pudessem separa-lo de sua tragetória, sem dar satisfação de nada, apenas querendo possuir. Possuir toda doçura, toda vontade de viver, toda a sua vida, querendo possuir-lá.
  Maneira diferente de conquistar, maneira diferente de gostar, poxa, era realmente único, tão único que a sua chegada jamais teve partida, permaneceu (por favor, que fique por muito tempo). Dali pra frente só aumentou e foi doce, continua doce, e que seja sempre...
  O gosto de banho de chuva, o gosto de pôr-do-sol e as tantas outras pequenices que são maiores do que muitas outras coisas, valem a pena. O tempo de convivencia não foi grande, mas foi o necessário pra querer muito. Muito mais. Sempre. Pra sempre!


[Pietra Mariah]

  

quarta-feira, 10 de novembro de 2010


"Se desse certo eu ficaria muito contente.
Estou aprendendo a amar muito..."

C.F.A


*e que seja do jeito que DEUS planejou (yn)

Me deixa desafinar eu tenho direito
Me deixa desafinar eu tenho defeito
Eu gosto e essa não é sobre amor

Por N motivos eu posso desafinar
Por todas as coisas que eu não quero lembrar
Ou que eu não quero dizer
não interessa pra ti porquê eu não preciso fazer
.
[Bidê ou Balde]

terça-feira, 9 de novembro de 2010

é delicadeza misturada com amor


Deitados em sua cama forrada... ele a fitou com ternura, acariciou o rosto dela com a parte externa da mão direita. Com a mão esquerda, por baixo da blusa que a cobria - um tanto que transparente e convidativa -, escorregou a mão sobre o tronco superior dela, do pescoço, passando por entre os seios até o umbigo. Olhou-a de novo com um misto de intimação e afeição e lhe disse: "Faz amor comigo, agora?". Ela se assustou. Olhou-o com ar de querer misturado com medo e lhe respondeu: "Mas, não estamos sozinhos em casa! A qualquer momento alguém pode abrir a porta!". O mesmo a encarou com um sorriso manso no rosto. Pegou em sua mão, beijo-a. Passou o seu dedo indicador da testa ao queixo dela. Pousou um beijo cheio de amor nos seus lábios. Pregou os seus olhos amendoados nos olhos que pertenciam a ele e lhe retrucou com perspicácia: "Viu? Acabamos, mais uma vez, de fazer amor, sem nem se quer nos tocar por inteiro". Puxou-a para perto do seu peito, afogou-a em seus braços. Ela sorriu, lisonjeada por ter conhecido ele, a quem tanto lhe ensinava sobre a divindade de viver e fazer o amor.

[Franciélle Bitencourt]



*um mês! hihi

domingo, 7 de novembro de 2010


"Se amanhã o que eu sonhei não for bem aquilo, eu tiro um arco-íris da cartola. E refaço. Colo. Pinto e bordo. Porque a força de dentro é maior. Maior que todo mal que existe no mundo. Maior que todos os ventos contrários. É maior porque é do bem. E nisso, sim, acredito até o fim. "

sexta-feira, 5 de novembro de 2010

eu e ninguém mais...


"Quem pode explicar o que me acontece dentro? Eu tenho que responde às minhas próprias perguntas. Eu tenho que ser serena para me aplacar minha própria demência. E tenho que ser discreta para me receber em confiança."

(Martha Medeiros)

são as flores da estação...


Gosto de pessoas e amores inteiros. Porque não sei me dar pela metade nem por partes. Eu transbordo. E se você também for do time que transborda, vem pra cá.
[Clarissa Corêa]

quinta-feira, 4 de novembro de 2010


Há 2 espécies de chatos: os chatos propriamente ditos e ... os amigos, que são os nossos chatos prediletos.
.
[Mario Quitanda]

Mil anos


"Mesmo que o sol se apague
vem a lua te trazer de volta os sonhos meus
pode passar mil anos você vai me amar
e eu vou ser pra sempre seu..."

[Jorge e Mateus]

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Uma mistura de eu's!


Sou forte. Meio doce e meio ácida. Em alguns dias acho que sou fraca. E boba. Preciso de um lugar onde enfiar a cara pra esconder as lágrimas. Aí penso que não sou tão forte assim e começo a olhar pra mim. Sou forte sim, mas também choro. Sou gente. Sou humana. Sou manhosa. Sou assim. Quero que as coisas aconteçam já, logo, de uma vez. Quero que meus erros não me impeçam de continuar olhando para a frente. E quero continuar errando, pois jamais serei perfeita (ainda bem!). Tampouco quero ser comum e normal. Quero ser simplesmente eu. Quero rir, sorrir e chorar. Sentir friozinho na barriga, nó no peito, tremedeira nas pernas. Sentir que as coisas funcionam e que tenho que trocar de jeito quando insisto em algo que não dá resultado. Quero aprender e, ainda assim, continuar criança. Ficar no sol e sentir o vento gelado no nariz. Quero sentir cheiro de grama cortada e café passado. Cheiro de chuva, de flor, cheiro de vida. Aprecio as coisas simples e quero continuar descomplicando o que parece complicado. Se der pra resolver, vamos lá! Se não dá, deixa pra lá. A vida não é complicada e nem difícil, tudo depende de como a gente encara e se impõe. Quero ser eu, com minha cara azeda e absurdamente açucarada. Não quero saber tudo e nem ser racional. Quero continuar mantendo o meu cérebro no lugar onde ele se encontra: meu coração. E essa é a melhor parte de mim.

[Clarissa Corrêa]

Renda-se, como eu me rendi. Mergulhe no que você não conhece como eu mergulhei. Não se preocupe em entender, viver ultrapassa qualquer entendimento.


Clarice Lispector

canção das mulheres...


"Que o outro saiba quando estou com medo, e me tome nos braços sem fazer perguntas demais. Que o outro note quando preciso de silêncio e não vá embora batendo a porta, mas entenda que não o amarei menos porque estou quieta..." 
[Lya Luft]

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

:D

 
"Entenda, a vida tem me embalado de um jeito tão único que só encontrei meus passos com total entrega. Quando desando, sei bem o que quero...mas não sei se posso. Não quero licença para ser feliz. Não mais."