terça-feira, 4 de janeiro de 2011

Pra todos os efeitos...



...sou uma mulher que se entende. Nome, sobrenome e identidade impressa. Letras garrafais e um gole sem gelo. Porre de manhã, lucidez o dia inteiro. Liberada, financiada e morta de ciúmes. Para todos os efeitos você ainda não viu esse filme.

3 comentários:

Luciana B. disse...

"Liberada, financiada e morta de ciúmes."
Adorei o post, flor.
Muito lindo.
beijos :*

Vanessa Souza Moraes disse...

Que feliz, entender-se.

Luana disse...

Seguindo!
Parabéns pelo blog! =)